Será que é possível simplificar a logística?

Os estudiosos da mente dizem que há três maneiras pelas quais podemos adquirir conhecimento:

 

 

1. Aceitando a palavra de alguém. 2. Raciocinando até chegar a uma conclusão. 3. Realizando uma experiência.

 

Entre as três maneiras, a mais segura e satisfatória é fazer uma experiência. A provável razão para isso, é querermos saber se o conhecimento que adquirimos é verdadeiro ou não. Ora pois, se confiarmos na palavra de alguém, podemos ser enganados. Se procurarmos usar a razão pura, sem conhecer todos os fatos, podemos chegar há uma conclusão errada. A experiência feita de forma apropriada, sempre apresentará autenticidade pessoal.
 

E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:2

 

O primeiro mandamento da lei de Deus vem nos dizendo para "Amar a Deus acima de todas as coisas". Infelizmente somos levados a temer a Deus o tempo todo. Quem nunca ouviu os avós, pais, tios e adultos a repreenderem as suas crianças com ameaças em relação a punição severa de Deus? __  Nunca faça isso, Papai do céu castiga. Até mesmo na condição adulta continuamos a receber as mesmas ameaças. A história não é bem assim, o interesse de Deus é totalmente contrário a esse terror.

 

Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia. Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! Porque, quem compreendeu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? (Romanos. 11:32 a 35)

Quando o apostolo Paulo escreveu que sabia em quem tinha crido, quis dizer que tinha total certeza e nenhuma dúvida. Ele sabia que havia chegado a conhecer a seu Senhor, não por causa de algo que tivesse chegado a seus ouvidos, ou por ter adquirido esse conhecimento através da razão. Ele falou por experiência própria.

 

¶ Será que alguém já parou para analisar o real propósito do amor de Deus? Olhemos a glória futura, nos braços de Deus encontramos somente amor. Somos seus filhos, e ele tem cuidado de nós.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

 

(João 3:16)

publicado por Enigma. às 18:36 | comentar sinceramente | favorito